Objetivos

Congregar agricultores e produtores regionais de sua área de atuação, realizando o interesse econômico e social dos seus associados por meio de ajuda mútua dos mesmos, bem como atuar com vistas à efetivação de sua responsabilidade social, assegurando-se também à comunidade os benefícios de sua atuação;

Racionalizar as atividades econômicas, desenvolvendo formas de cooperação que ajudem na produção e comercialização, adquirindo e repassando bens de produção, insumos e defensivos agrícolas;

Garantir os direitos dos associados e não associados junto ao poder público, principalmente no atendimento das necessidades de educação, saúde, habitação, transporte e lazer, bem como promover efetiva participação popular na gestão pública;

Contribuir para a organização de movimentos voltados para a preservação ambiental, além de fomentar, fortalecer e acompanhar atividades de organização popular;

Implantação de programas de convivência com o semiárido e de tecnologias sociais, visando a valorização e aproveitamento dos recursos naturais para fins humano, agrícola, agropecuário e agroindustrial, criando condições de acesso e permanência do trabalhador rural na zona rural, de preferência na região em que habita;

Promoção e execução de Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER, com base na educação não formal, de caráter continuada, com filosofia humana e integrativa, através de metodologias participativas e utilização de sistemas e recursos simples, que estimulem os mecanismos naturais do desenvolvimento rural sustentável e a integração do meio ambiente e a sociedade, fortalecendo as políticas sociais, em especial o PNATER e o PRONATER;

Promoção e execução de atividades ligadas à produção ou reforma de imóveis de agricultores familiares e trabalhadores rurais, por intermédio do Programa Nacional de Habitação Rural – PNHR;

Mobilização, agregação e capacitação de pessoas da sociedade civil para o desenvolvimento rural sustentável, com base na economia solidária e no fortalecimento da agricultura familiar, apoiada em iniciativas que busquem o desenvolvimento econômico e social, a segurança alimentar e nutricional e o combate à pobreza;

Obter recursos para financiamento de custeio de lavouras e investimentos dos associados;

Promoção do turismo, do esporte e lazer; da assistência social, do voluntariado, de programas e campanhas de cunho social; da defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico; de direitos estabelecidos e de novos direitos; da ética; da paz; da segurança; da cidadania; dos direitos humanos; da democracia e de outros valores universais; da experimentação não lucrativa de novos modelos sócio- produtivos e de sistemas alternativos de produção, comércio, emprego e crédito;

Promoção, defesa, preservação e conservação do meio ambiente; desenvolvimento de programas de urbanização e habitação de interesse social e de gestão integrada de resíduos sólidos; pesquisa, desenvolvimento e inovação em ciências e tecnologia, energias do futuro, mudança climática, geologia, mineração e outros recursos da biodiversidade brasileira; desenvolvimento e gerenciamento de sistemas de gestão da agricultura irrigada e da aquicultura e pesca; fortalecimento das comunidades remanescentes de quilombo, da cultura afro-brasileira e da igualdade racial;

Democratização do acesso à comunicação e execução de serviços de radiodifusão comunitária; divulgação de informações e conhecimentos técnicos, tradicionais e científicos, cursos, capacitações, seminários, simpósios, workshops e emissão de certificados; criação e elaboração de produtos e projetos artísticos e culturais, tais como livros e outras publicações, eventos audiovisuais, peças teatrais, festivais, mostras, exposições, concertos, shows, cinema, vídeos, discos, DVDs, dentre outros;

Promoção gratuita da educação e da saúde, mediante financiamento ou com seus próprios recursos financeiros, fortalecendo a política nacional de plantas medicinais e fitoterápicos, bem como a política nacional das práticas integrativas e complementares na atenção primária à saúde, divulgando para a sociedade os benefícios das técnicas da Medicina Integrativa;

Promoção e defesa dos direitos da criança, do adolescente, da mulher, do deficiente e do idoso; fortalecimento das estruturas do Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas – SISNAD;

Promoção de intercâmbios, convênios, parcerias com pessoas jurídicas de direito privado, entidades associativas, sindicais, entes públicos federais, estaduais ou municipais, escolas, universidades e demais instituições, nacionais ou estrangeiras, em todos os níveis e interesses recíprocos;

Apoio ao fortalecimento, ao aprimoramento, ao desenvolvimento, a qualificação e a capacitação das organizações públicas e privadas, empresas e profissionais e da sociedade como um todo, e em especial do Terceiro Setor.

Contato

4 + 6 =